Como realizar a higienização das mãos

03/07/2018
Por: Juliana Menegazzi

Você já considerou que a higienização das mãos pode não ser tão simples quanto parece?

Você sabe lavar as mãos?

A lavagem das mãos, aparentemente uma atitude simples, pode ser negligenciada se executada de forma automática e sem a devida atenção.

O pouco cuidado durante a prática deste procedimento pode aumentar em níveis incontroláveis a contaminação cruzada entre os alimentos e ter como resultado casos ou surtos de DTAs – Doenças Transmitidas pelos Alimentos.

Mas o que devo fazer para ter as mãos lavadas corretamente?


Dica de profissional: Existem muitas formas de explicar a maneira mais adequada para a higienização das mãos, mas a seguir será demonstrado uma técnica com detalhes dos cuidados que devem ser tomados:

1. Abra a torneira e molhe as mãos evitando encostar na pia;
2. Aplique na palma da mão uma quantidade suficiente de sabonete líquido para cobrir todas as superfícies das mãos (seguir a quantidade recomendada pelo fabricante);
3. Ensaboe as palmas das mãos, friccionando-as entre si;
4. Esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda e vice-versa entrelaçando os dedos;
5. Entrelace os dedos e friccione os espaços interdigitais;
6. Esfregue o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta e vice-versa, segurando os dedos com movimento de vai-e-vem;
7. Esfregue o polegar direito com o auxílio da palma da mão esquerda e vice-versa, utilizando movimento circular;
8. Friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha e vice-versa, fazendo movimentos circulares;
9. Esfregue o punho esquerdo com o auxílio da palma da mão direita e vice-versa utilizando movimento circular;
10. Enxague as mãos retirando os resíduos de sabonete. Evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
11. Seque as mãos com papel-toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos.

Para a técnica de
Higienização antisséptica das mãos, utilize um pouco de produto antisséptico ou um sabonete associado a um antisséptico.

Finalmente as mãos estarão limpas e prontas para
manipular os alimentos.


Mas você deve estar se perguntando: Negligenciar a lavagem das mãos? Mas o que poderia dar de tão errado?


Exatamente isso!! Veja na ilustração abaixo as áreas frequentemente esquecidas durante a lavagem das mãos:

Fonte: ANVISA 


Papel-toalha não reciclado? E quanto ao outro sistema de secagem eficiente?

De acordo com pesquisas internacionais, como é mais provável, a transmissão de bactérias ocorre mais intensamente na pele úmida do que na pele seca, a secagem adequada das mãos após a lavagem deve ser um componente essencial dos procedimentos de higiene das mãos.

Adicionalmente, de acordo com pesquisas da Faculdade de Medicina de Leed foi concluído que o
papel toalha é o mais higiênico dos métodos para secagem das mãos, foi mencionado que a alta velocidade de ar dos secadores de ar quente ou dos jatos de ar, faz com que estes sejam eficientes na secagem das mãos, contudo, esta alta velocidade permite que os microrganismos sejam disseminados através das gotículas de água a longas distâncias podendo espalhar a contaminação para o ambiente, mas deve-se considerar que tal fato dependerá da contaminação inicial e de como as mãos foram lavadas.

Nunca utilize panos para secar as mãos! Estes são fontes primárias de contaminação cruzada.


Quando as mãos precisam ser lavadas?

As ações a seguir são proibidas durante a manipulação dos alimentos, mas quando realizadas em outras situações, o manuseio dos alimentos não pode ser iniciado até que as mãos tenham sido lavadas. São elas:

1. Tocar qualquer parte do corpo como a face, cabelo, cabeça, boca, nariz;
2. Espirrar, tossir;
3. Comer, beber, mascar, fumar;
4. Limpar;
5. Manusear dinheiro;
6. Ir ao banheiro.

Atenção! Atenção ao manipulador dos alimentos crus.
As mãos não podem ser somente secas, elas devem ser lavadas seguindo estritamente os mesmos cuidados.

O que diz a legislação?


Portaria n. 326/97: “O emprego de luvas na manipulação de alimentos deve obedecer às perfeitas condições de higiene e limpeza destas. O uso de luvas não exime o manipulador da obrigação de lavar as mãos cuidadosamente”.

Resolução-RDC n. 216/04: “Os manipuladores devem adotar procedimentos que minimizem o risco de contaminação dos alimentos preparados por meio da anti-sepsia das mãos e pelo uso de utensílios ou luvas descartáveis”.
Item do anexo da RDC 275/02: “Asseio pessoal: boa apresentação, asseio corporal, mãos limpas, unhas curtas, sem esmalte, sem adornos (anéis, pulseiras, brincos, etc.), manipuladores barbeados, com os cabelos protegidos.”

Conclusão: O uso de luvas descartáveis não é expressamente obrigatório, mas exige uma garantia de perfeitas
condições de higiene, o que aumenta o peso da responsabilidade.

Na dúvida do que fazer, mas ciente dos riscos, não utilize luvas e tenha implementado rigidamente os cuidados durante a higienização das mãos.

A correta higienização das mãos é um
hábito tão básico e importante que deve ser incentivado todos os dias pelos profissionais da área que acompanham os manipuladores de alimentos.

A colocação de pias em locais estratégicos, a aquisição de sabonetes e antissépticos adequados e manter um treinamento constante sobre
higienização das mãos para os manipuladores são ações simples e baratas que um consultor deve sempre estar incentivando e orientando ao estabelecimento de providenciar.
Aproveite e conheça nosso e-book sobre como realizar treinamentos de funcionários.