Desanimada com a Nutrição?

27/03/2016
Por: Juliana Menegazzi

Você está desanimada com a nutrição? O trabalho pode ser fonte de prazer ou de dor, mas quando a motivação desaparece é preciso ter cautela. Aprender a lidar com as próprias emoções pode ser a saída para evitar a exaustão física e mental.

Não é nada difícil encontrar alguém desanimada com a nutrição. É preciso tentar identificar as razões para seguir em frente e tomar alguma atitude. As vezes, a insatisfação está relacionada ao emprego atual, com o desemprego, ao salário, ao reconhecimento pela empresa ou pelos superiores, pelos colegas de trabalho, enfim.. são muitas as possibilidades. Há também nutricionistas que estão desanimadas com a nutrição, referente a sua área atual de atuação.

É muito importante tentar descobrir o real motivo de estar desanimada com a nutrição. Nossa profissão permite que a gente tenha várias áreas de atuação: indústria, esporte, marketing, saúde pública, clínica, alimentação coletiva, ensino  o que já oferece opções para o nutricionista experimentar!

Uma das maneiras de ganhar novo ânimo é tentando uma área diferente da sua! Então se você souber o motivo, você poderá tomar uma atitude, seja mudando de área de atuação, seja trocando de emprego, negociando um aumento salarial etc.

Faça cursos de uma outra área da nutrição que você pensa em trabalhar, se você não pode largar seu emprego atual, mexa-se e comece ir atrás de outro, faça algo por você e não deixe muito tempo passar para que o desânimo não drene suas energias. Costumo dizer que a gente passa muito tempo lamentando, mas passa pouquíssimo tempo tomando atitudes e realizando coisas que nos deixem satisfeitos.

Quase todas as pessoas passam por momentos difíceis na carreira, mas não pode desistir de tudo nos primeiros obstáculos, o caminho do sucesso, não costuma ser fácil. Estar, simplesmente, desanimada com a nutrição não pode ser o motivo que fará você jogar tudo pro alto, não é verdade?

Investigue as razões, trabalhe suas emoções e use sua energia a seu favor. Eu acredito que o desconforto pode servir de estímulo, ele significa que não estamos acomodados, que tem mais para ser feito e que muitas e muitas coisas podem ser feitas de forma diferente!

Não desanime, nutricionista! Siga adiante!

Já viu o vídeo? Clique aqui.