92018fev
Segurança dos alimentos no carnaval

Segurança dos alimentos no carnaval

Chegou o carnaval!

Existem milhões de pessoas que se preparam para essa festa: a grande parte, foliões. Mas existe uma parcela significativa que trabalha duro para proporcionar uma boa festa e garantir seus sustento, os comerciantes de alimentos e bebidas.

É bastante comum que todo começo de ano a Vigilância Sanitária promova, nas principais cidades que realizam carnaval e recebem muitos turistas, treinamentos e orientações de boas práticas ao comerciantes.

Visando garantir a saúde dos foliões, esses treinamentos garantem orientações básicas sobre métodos de conservação, manipulação correta, exposição que reduza os riscos de contaminação, armazenamento de bebidas e descartáveis e higiene pessoal.

No carnaval do ano passado, as principais irregularidades foram em relação à temperatura inadequada dos alimentos, falta de proteção nos cabelos para manusear os produtos e a falta de água para higienizar as mãos. Sabemos os grandes riscos que essas falhas podem gerar e estragar o carnaval de qualquer um.

O consumidor também deve ser crítico no momento de escolher um local para se alimentar, analisando alguns pontos básicos como higiene do uniforme e das mãos de quem está manipulando os alimentos, limpeza do local, como os produtos estão armazenados, temperatura de estufas, evitar alimentos expostos sem proteção, etc.

Infelizmente muita gente ainda acha bobagem e conta com a “sorte”, a segurança dos alimentos é um assunto muito sério. Os eventos são locais com grandes incidências de intoxicação alimentar. A grande demanda, o preparo muito antecipado, a falta de equipamentos, falta de estrutura para o fornecimento adequado e manipulação descuidada são os grandes causadores dos problemas.

Exitem inúmeros profissionais da área de alimentos, muitos deles consultores, que dão apoio ao comerciantes não só durante o carnaval, mas acompanham por todo o ano e em diversos outros eventos. Dessa forma fica muito mais fácil implantar os procedimentos, pois eles farão parte do dia a dia da empresa de alimentos e isso garantirá a saúde de todos os clientes.

Todos os anos, a Vigilância Sanitária encontra falhas durante a operação de carnaval nos camarotes e junto aos ambulantes, reforçando a necessidade de constante treinamento e conscientização.

Deixe um Comentário