Tendências e ideias alimentares para 2020

04/02/2020
Por: Juliana Menegazzi

Cada década traz suas novas tendências, como cabelos grandes nos anos 80, música grunge nos anos 90 e jeans de cintura baixa no início dos anos 2000. O mesmo acontece com a comida. Pratos diferentes estão sempre entrando e saindo de popularidade e há uma nova safra de tendências alimentares que estão prontas para assumir este ano.

Se você é um consultor de alimentos, deve estar atento às tendências e também poderá ser o responsável por apresentar e introduzir essas novidades nos seus clientes. Isso pode parecer bobagem para muitos, mas é uma maneira de se mostrar por dentro do que está acontecendo e demonstrar o quanto você se preocupa com seu cliente (sem contar que isso pode ser um novo serviço que você oferece).

Vamos lá para algumas tendências:

1. Mocktails 

Cerca de 66% por cento dos millennials (termo usado para pessoas nascidas entre 1980 e 1995) disseram que estão fazendo um esforço consciente para reduzir o consumo de álcool, de acordo com um estudo da Nielsen.

Os mocktails são drinks sem álcool, já entraram há alguns anos nos cardápios dos bares e em 2020 continuam com muita força, também chamado de “drink para quem vai dirigir”.

Fica uma ideia para incluir algumas opções nos cardápios dos clientes, aproveitar o verão e divulgá-los em qualquer horário do dia.

2. Proteínas à base de plantas 

Não há dúvida de que proteínas à base de plantas têm um impacto ambiental bastante positivo. As carnes sintéticas percorrem um longo caminho em termos de sustentabilidade, mas quando se trata de quão boas elas realmente são para você, as águas começam a ficar um pouco turvas. No entanto, têm forte apelo e estão sendo bem aceitos.

Os hambúrgueres já viraram opção em grandes redes de fast food e continuam crescendo. Como consultor de alimentos, pesquisar um fornecedor, verificar custos, planejar preço de venda, realizar testes e sugerir opções no cardápio é praticamente uma obrigação.  

3. Culinária Coreana 

A culinária coreana teve um aumento de popularidade no ano passado e deve ser uma das cozinhas mais populares deste ano, segundo o app Yelp. Um prato para se atentar? Kimchi.

O kimchi é muitas vezes considerado como a “base da alimentação” dos coreanos, podendo ser consumido nas três refeições diárias. Trata-se de preparações em que se colocam os vegetais em salmoura durante várias horas e, a seguir, se envolvem com uma pasta feita com farinha de arroz, açúcar e vários temperos; estas preparações podem ser consumidas de imediato, mas normalmente deixa-se a fermentar para servir de condimento a outros pratos.

4. Leite de aveia 

Com o leite de aveia, tudo depende de como você o bebe. Se você está procurando algo cremoso para adoçar seu café pela manhã e está tentando evitar o leite de amêndoa, o leite de aveia é uma ótima opção para o seu coração.

Os leites vegetais estão em alta, leite de aveia aparece forte nas opções de quem opta por eles.

5. Ube 

Se você nunca ouviu falar deste, você irá. Apelidado por alguns como o novo matcha, o inhame roxo filipino é rico em nutrientes como vitamina C, potássio, fibra e antioxidante antocianina, responsável por sua tonalidade perfeita. Como já uma febre em alguns lugares dos EUA, certamente não demora muito a chegar aqui no Brasil.

6. Cerveja com Kombucha 

Uma das maiores manias do ano passado foi o kombucha. Como o kimchi, a bebida é fermentada e, portanto, cheia de probióticos naturais. Portanto, esta versão embriagada pode parecer a melhor maneira de consumir álcool. Mas se você está pensando em sua saúde intestinal, pode ser melhor seguir o kombucha comum. Os probióticos usados para fazer kombucha alcoólica são mortos ou removidos antes de serem embalados, portanto é mais um apelo de marketing do que de saúde, de toda forma, você verá por aí em breve.